Escritos

Wednesday, February 15, 2006

Carta 7

Querida,

Uma sombra atravessa o que eu sou hoje. Mais uma vez, nao saí de casa, como sempre fazíamos e o vizinho veio perguntar-me por quê eu fico na janela até tarde da noite, olhando para o gramado do nosso quintal. Olhei-o o rosto e nada respondi. Não há resposta a tais perguntas; ela foi embora há quatro meses, junto com você. O vizinho ficou ali, imóvel, olhando-me com uma cara de interrogação, até a expressão mudar para consentimento e ele se despedir. Vi-o indo em direção a casa, abrindo a porta; aliás, a porta sendo aberta para ele. Era sua esposa e sua filha; esta estava em perfeita felicidade, suja de tinta desde os joelhos até os pés. (Nosso) vizinho trocou uma palavra com a esposa, que olhou em minha direção, por detrás do vidro, com uma expressão de tristeza no rosto. Fechou os olhos, exclamou algo para o nada, ou para tudo, e entrou em casa.
Sete semanas. Faz sete semanas que você não está presente fisicamente aqui. A geladeira ostenta um bilhete seu - o último bilhete seu - preso com um ímã. O seu bilhete de despedida: seu novo começo; meu eterno fim. Como vai sua vida? Como vai o trabalho? Árduo? Imagino. Você sempre foi dedicada; às vezes, lembro, que idiota que eu era!, ficava irritado pois você tinha de terminar seja lá o que estivesse fazendo para ficar junto a mim, e muitas vezes eu ia para a cama sozinho. Acordava e você já tinha se ido novamente. Talvez esse foi o início do que se passa agora em minha alma. Esse vazio, essa solidão, as oportunidades que eu perdi e que me fazem doente até hoje. Eu lhe dava tanto amor, o que fiz de errado?
Conversei com um amigo na terça-feira. Ele disse que eu parecia dez anos mais velho. Errou. Estou, definitivamente, vinte anos mais velho. Falou do trabalho, que larguei, da esposa, que eu perdi. Falou e falou. Perguntou-me se eu voltaria a trabalhar, não sei, eu lhe disse. Ele tentou me animar, dizendo que a vida continua. Decerto, ela continua: o sofrimento aumenta a cada dia e então eu percebo como a vida passa devagar. Não quero dar cabo nela. Enfrentarei minhas angústias, meus pesares, meus medos, minha solidão. Através destas cartas, que você não lerá. Essas cartas, de certo modo, mantêm você aqui, mantêm você perto de mim, mantêm eu mesmo perto de mim...
Perdi-me no meu interior, perdi minha vida. O que levo são dias após dias de lassidão física, de dor emocional, de pesares imortais. Tentei Deus, tentei tudo: inútil. A única cura para meus sofrimentos está andando por aí, braços nos braços de alguém que, não sei por quê, soube mais que eu a atrair. Vai, nuvem negra, passa o dia, mas deixa o mal que me arrasou. Vai, chuva forte, lava o dia, e deixa a enxurrada que me carregou. Vai terreno seco, seca a vida, e deixa o não que me matou...
Tive oportunidade de amar outra vez uma mulher nessa semana: inútil. Meu amor por você é infindável. Levávamos um monólogo a dois; nada que ela dizia me alentava a alma, enegrecida e ferida por uma imagem sua. Gostei de ela ter tentado, mas não dava certo. Parecia que eu estava fazendo algo errado. Um amor nunca morre, desvanece. E, às vezes, levam anos para isso acontecer.
As lágrimas estão borrando a folha, por isso vou parar por aqui. Vou voltar para o desvão imenso da minha alma, meu lugar escuro, meu lugar escondido. E ficar lá, sentado naquele canto que se chama solidão, e chorar mais a minha sina. O lugar dos desalmados fica em sua própria alma.

Rafael.

3 Comments:

  • A um amigo muito querido...

    Gostaria de estar contigo nos dias complicados.
    Não sei se é assim que devo encarar os seus momentos, não sei se posso fazê-lo com a sinceridade de quem os vive.
    Você é um amante sem escolha, eu não.É isso que me torna a cada dia mais artificial.
    Conte-me de sua operação, sim?Espero que esteja tudo bem, e mais, que melhore.
    Sinto saudades.

    "Quando estou com você, estou nos braços da paz".

    satie.kouchi@yahoo.com.br


    Beijos mil...

    By Anonymous , at 10:19 AM, April 23, 2006  

  • Get any Desired College Degree, In less then 2 weeks.

    Call this number now 24 hours a day 7 days a week (413) 208-3069

    Get these Degrees NOW!!!

    "BA", "BSc", "MA", "MSc", "MBA", "PHD",

    Get everything within 2 weeks.
    100% verifiable, this is a real deal

    Act now you owe it to your future.

    (413) 208-3069 call now 24 hours a day, 7 days a week.

    By Blogger matthewprehiem35391112, at 5:34 AM, May 06, 2006  

  • Não sei se você está sem postar pq a faculdade estava sem computadores, mas achei seu Blog pelo da Natália e estou linkando entre os escritores da facu. Não dá p/ ver se te conheço pela foto, mas se eu te conhecer, me avise.
    Gostei daqui, volte a escrever.

    By Blogger Altivo Neto, at 9:09 AM, August 23, 2006  

Post a Comment

<< Home